Buscar
  • Rodrigo Oliveira

As expectativas sobre os filhos

Atualizado: 8 de Fev de 2019



Tenho quase certeza que a primeira coisa que você irá se perguntar ao ler este texto, será: E este homem, ele já tem filhos? A resposta será: ainda não! Também já posso escutar você dizendo “É fácil falar de algo que você não vivenciou e teorizar sobre tudo isto”. Mas se você me permitir, gostaria de falar um pouco sobre a expectativa que os pais têm sobre os filhos.

Confesso que por muito tempo fui afligido por este tema. Eu pensava e até dizia “não quero ter filhos, pois vou ficar tão ansioso com o futuro deles, que é melhor nem tê-los”. No entanto, o tempo foi passando e algo começou a mudar. Pouco tempo atrás me deparei com o livro “Um novo mundo – O despertar de uma nova consciência” de Eckhart Tolle, lá na página 92 diz:

...Você os trouxe ao mundo, mas eles não são "seus"... Quanto mais expectativas você tiver em relação ao rumo que a vida delas deve tomar, mais estará sendo guiado pela sua mente em vez de estar presente para elas. No fim das contas, seus filhos cometerão erros e sentirão algum tipo de sofrimento, assim como acontece com todos os seres humanos. Na realidade, talvez eles estejam equivocados apenas do seu ponto de vista. O que você considera um erro pode ser exatamente aquilo que seus filhos precisam fazer ou sentir. Proporcione o máximo de ajuda e orientação, porém entenda que às vezes você terá que permitir que eles falhem, sobretudo quando estiverem se tornando adultos...

Obviamente não queremos que nossos filhos sofram e muitas vezes tentamos impedir que isso aconteça. Ao fazermos isto estamos tirando a força deles e os tratando como eternas crianças. Eles são seres autônomos que têm o direito de escolher os caminhos que podem parecer estranhos ou até errados para os pais.

Muito possivelmente, você que hoje é pai ou mãe, quando estava se desenvolvendo e crescendo, teve de lidar com as expectativas de seus pais. Alguns, mesmo depois de crescerem, ainda se mantêm presos a estes anseios, fazendo com que suas vidas seja incrivelmente pesadas.

A expectativa e cobrança é uma necessidade de ter o controle sobre tudo. Isso traz sofrimento tanto para pais quanto para os filhos. Faz com que eles queiram se afastar para poder ser livres e construir a própria vida.

Mas o que fazer então? Em vez de tentar mudá-los e controlá-los, transforme-se! Faça terapia, constele, tome florais, respire, use qualquer intervenção sensorial para que você possa estar curado e assim permitir que seus filhos cresçam. Ah, e se você ainda está preso na expectativa dos seus pais, liberte-se! Honrá-los significa tomar a vida e se responsabilizar por ela.

A leveza que você pode conseguir mudará a relação com seus filhos. Já não será como se você carregasse este peso enorme por eles. O que os filhos querem é que os pais estejam presentes e sem o julgamento. Simplesmente esteja junto!

Uma das grandes metáforas que aprendi este ano, foi me dada por nossa professora Olinda Guedes. “A vida é um jogo de xadrez onde você só pode mover uma peça, e esta peça é você. Porém, ao mudar essa peça de lugar, todo o jogo muda.”

Deixe suas expectativas sobre seus filhos de lado e esteja presente. Aproveite o aqui e o agora. Antes de querer mudá-los ou se realizar através deles, viva sua vida de forma espetacular e transforme-se em uma doce companhia para eles!

Rodrigo Oliveira



24 visualizações